Após 54 anos de escravidão, Justiça bloqueia R$ 1 milhão para indenização a doméstica na Bahia

escravidao justica bloqueia milhao indenizacao domestica
Via @bnews_oficial | Depois de passar 54 anos de escravidão, a ex-empregada doméstica Madalena Santiago Silva, de 62 anos, será indenizada após a Justiça determinar o bloqueio de R$ 1 milhão e pagamento de um salário mínimo durante o trâmite da ação principal na Justiça do Trabalho.

O caso de Madalena foi exibido na tarde de quinta-feira (28), pela Rede Bahia, emissora afiliada da Globo em Salvador, e comoveu os telespectadores.

Durante uma reportagem sobre o trabalho escravo na Bahia, Madalena Silva, mulher negra resgatada de trabalho análogo à escravidão confessou à repórter que temia pegar em sua mão por ela ser uma mulher branca.

Madalena foi expulsa há um ano pela filha dos patrões da casa em que morou para passar viver à própria sorte. Ela nunca recebeu salários ou qualquer tipo de pagamento. Ela denunciou o trabalho análogo à escravidão depois de ter sido aconselhada por conhecidos. O caso foi investigado e, no início de abril e o Ministério Público do Trabalho (MPT) ingressou com a ação cautelar. 

Madalena Santiago foi expulsa há um ano pela filha dos patrões da casa em que morou para passar viver à própria sorte

O bloqueio do valor foi pedido pela procuradora Lys Sobral, que é coordenadora nacional de combate ao trabalho escravo do MPT. O valor servirá para garantir as verbas rescisórias e os danos morais que serão pedidos na ação principal. 

O pedido foi acolhido integralmente pela juíza titular da 2ª vara do Trabalho de Salvador, Vivianne Tanure Mateus.

Fonte: www.bnews.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima