Caso Mari Ferrer: MPSC afirma que vídeo da audiência foi editado e manipulado

mari ferrer video audiencia editado manipulado
bit.ly/34XGAoi |Nesta quarta-feira (04), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) se manifestou sobre o vídeo da audiência de Mariana Ferrer, divulgado ontem pelo site Intercept Brasil.

De acordo com o órgão, o vídeo foi editado de forma que os trechos em que o promotor e o juiz interferem contra excessos praticados pelo advogado Cláudio Gastão da Rosa Filho são suprimidos, dando a impressão de que a vítima foi humilhada sem nenhum tipo de interferência.

O MPSC informou que entrou com um pedido de quebra de sigilo processual para que o vídeo real possa ser divulgado, de forma que seja feita a defesa do promotor Thiago Carriço de Oliveira no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e na Corregedoria.

Segundo o MPSC, as intervenções a favor da vítima foram feitas, mas não foram exibidas pelo vídeo divulgado no dia (03).

Fonte: istoe.com.br

3/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

  1. Intercept Brasil é uma piada! Já já a mascara da estuprada de Taubaté cai também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É serio que você a vê como a estuprada de taubaté????
      Você não deve ser filho de uma mulher neh, não deve ter irmas, tias, avós...só deve haver homem ao seu redor pra ser uma pessoa tão machista, tão fria. Ou certamente você estava no dia dos acontecimentos para disparar um comentário tão cheio de certeza.

      Excluir
  2. Infelizmente, naquele trecho permitiu-se uma série de abusos ao advogado, mesmo que tenham havido intervenções anteriores. Permitir aquele tipo de tratamento e fala, abordando fotos que nada tinham a ver com o caso julgado, além de ofensas gratuitas, e hostilidades inaceitáveis e que não contribuíam em nada com o processo, foi sem dúvida um momento inaceitável do julgamento, no qual cabia intervenção do juiz.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima