Conheça as Vantagens e Desvantagens de criar vídeos jurídicos online

vantagens desvantagens criar videos juridicos online
O ambiente virtual da internet ainda gera muitas dúvidas, por isso sempre buscamos apresentar alguns esclarecimentos como na nossa publicação recente sobre as providências que devem ser tomadas por vítimas de xingamentos na internet. No entanto, a criação de um conteúdo virtual em vídeo deve ser criteriosa devido a uma série de questões.

Passou a ser comum as pessoas públicas realizarem um vídeo com a intenção de publicar alguma nota de esclarecimento ou retratação por algum ato, no entanto, é importante ter consciência que este tipo de conteúdo apresenta uma série de vantagens e desvantagens que devem ser avaliadas criteriosamente.

Confira abaixo um compilado de quais são os principais benefícios das publicações em vídeo:

  • Facilidade na didática e compreensão - Esta é uma das principais razões para o atual presidente da república e outros políticos utilizarem plataformas como YouTube ou outras redes sociais para abordar assuntos e esclarecer pontos, a fácil assimilação da mensagem transmitida em vídeo; 

  • Humanização da mensagem transmitida - Diferentemente de uma nota por escrito, ou até mesmo uma retratação e esclarecimento narrado, o vídeo conta com uma humanização maior da mensagem, o que é favorável em muitos casos, em especial quando se depende da opinião pública à questão apresentada;

  • Grande poder de alcance - O vídeo é o conteúdo digital mais consumido na internet, representando cerca de 80% de todo o tráfego gerado segundo pesquisa da SmallBizTrends. Ou seja, quem deseja entregar uma mensagem a um número maior de pessoas, não dispõem de um formato com alcance mais favorável que o vídeo.

Veja agora uma lista com os principais argumentos contrários às publicações em vídeo:

  • Possíveis análises distorcidas - Quem publica um vídeo na internet está sujeito a todos os tipos de interpretações e análises, inclusive o uso de argumentos sem embasamento científico comprovado, como o famigerado “estudo” de micro expressões;

  • Perpetuação da mensagem transmitida - Outro ponto negativo é que o vídeo  publicado na internet está disponível para todos, ele se perpetua, dado que o arquivo pode ser transferido e compartilhado ao ponto que a sua remoção seja impossível;

  • Utilização indevida da imagem - Com o conteúdo em vídeo, é possível fazer com que interações sejam tiradas do devido contexto apresentado e utilizadas de maneira indevida para as mais diversas finalidades, que vão desde a difamação até uma associação inexistente com qualquer produto, serviço ou postura.

  • Citação de Leis desatualizadas - Como as Leis se atualizam quase que diariamente, deve-se tomar o cuidado de verificar se os vídeos criados, depois de um tempo, já não estão desatualizados.

Agora que você possui agrupamentos favoráveis e contrários a criação de vídeo, caso deseje recorrer ao recurso existem plataformas que facilitam o processo de criação e edição do conteúdo até mesmo por pessoas mais leigas, como, por exemplo, a ferramenta de movie maker online da InVideo, que dispõe de uma série de recursos intuitivos que otimizam todo o processo e facilita a nossa vida.

Não se esqueça que, ainda que um vídeo possa ser anulado do ponto de vista legal como prova, devido a uma série de questões, se trata de uma ferramenta que consegue alterar a opinião pública. Por isso, no Direito, as soluções em conteúdo audiovisual devem ser utilizadas com cautela e sempre no momento oportuno.

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima