Homem pode voltar para prisão após Tribunal de Apelação decidir que anulação foi um erro

homem voltar prisao tribunal anulacao erro
Via @marieclairebr | Um homem que vive na Flórida, nos Estados Unidos, foi liberado da prisão após ter passado 32 anos preso por um assassinato que sempre negou ter cometido. De acordo com publicação do NY Post, o Tribunal de Apelações decidiu que sua condenação não deveria ter sido anulada e agora ele poderá voltar à cadeia.

Crosley Green
, de 64 anos, foi condenado por assassinato em primeiro grau em 1989 por matar a tiros Charles “Chip” Flynn, de 22 anos, no condado de Brevard. Segundo a publicação, acredita-se que o crime foi cometido pela ex-namorada de Flynn que estava com ele na época, uma vez que não se tem prova física que ligue Green ao crime.

No entanto, a sentença foi anulada em 2018 por um juiz federal que acusou os promotores de reter provas cruciais sobre o crime.

Crosley, que inicialmente foi enviado para o corredor da morte, onde passou 19 anos, foi finalmente libertado há pouco mais de um ano, depois de derrotar um apelo inicial do estado da Flórida. Mas, ele enfrenta a possibilidade de voltar para prisão depois que o Tribunal de Apelações do 11º Circuito voltou atrás na decisão de anular sua condenação, dizendo que o juiz tomou a decisão antes de analisar as provas retiradas.

A equipe jurídica responsável pelo caso de Green está tomando as providências cabíveis ao caso. Ele chegou a conversar com a imprensa, durante uma coletiva, na qual afirmou que está torcendo para que “o juiz me mantenha livre e dê uma olhada nisso mais uma vez”.

“Com a graça de Deus, espero que isso seja corrigido”, disse. “Estou ansioso para ficar em casa, ficar livre e deixar isso para trás. Tenho uma família para a qual quero estar aqui.  Deus me trouxe até aqui”.

Diane Clark, então sargento que chegou pela primeira vez à cena do crime em 1989, disse na entrevista coletiva que “as coisas não se encaixaram” no assassinato. “Neste caso específico com Crosley Green, a verdade foi escondida. Para mim, isso é uma farsa da justiça. Ele passou metade de sua vida na prisão por algo que eu não acredito que ele tenha feito.”

REDAÇÃO MARIE CLAIRE
Fonte: revistamarieclaire.globo.com

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima