5 livros que todo advogado em início de carreira precisa ler

5 livros advogado inicio carreira ler
bit.ly/33zlkTR | Todo advogado tem consciência de que precisa se manter sempre atualizado com relação à legislação e a tudo o que se refere ao Direito. A própria dinâmica da Justiça exige essa atualização. Mas, além de apenas se atualizar, as leituras que o advogado deve fazer estão muito além da legislação, do Vade Mecum e da jurisprudência.

Há inúmeros títulos disponíveis, sempre de grande relevância para quem trabalha na profissão. Nesta seleção, apresentamos 5 livros que são imprescindíveis para um advogado em início de carreira:

1.   “Cartas a um jovem advogado” – Francisco Mussnich

Para quem está advogando ou pretende entrar na advocacia empresarial, Mussnich oferece uma obra repleta de relatos pessoais, lições e conselhos sobre o Direito e o mundo da advocacia.

O advogado é associado em um dos maiores escritórios brasileiros e tem mais de 30 anos de experiência. Com sólida formação em Direito, além de muitas habilidades pessoais. Em “Cartas a um jovem advogado”, o iniciante na carreira poderá encontrar inúmeras informações sobre como deve agir e como pode conseguir sucesso.

2.   “O sol é para todos” – Harper Lee

O título é bastante conhecido como uma das obras cinematográficas mais famosas e traz profundas reflexões sobre o racismo nos Estados Unidos. A história fala sobre um advogado que, agindo contra as pressões da população de uma cidade sulista, decide defender um homem negro da acusação de estupro contra uma mulher branca.

Embora se passe na década de 1930, o tema tratado é sempre atual, visto que o racismo é algo ainda impregnado na cultura ocidental, inclusive no Brasil, onde vemos cenas de intolerância racial ainda hoje. A obra é uma leitura obrigatória para novos advogados, principalmente, para os que se interessam pelo Direito Penal.

3.   “Como se faz um advogado” – Scott Turow

O autor de “Como se faz um advogado” narra os principais desafios enfrentados por um aluno de Direito da Universidade de Harvard, uma das mais prestigiadas no mundo todo.

Na narrativa e nas reflexões da obra, o leitor poderá conhecer as mais variadas críticas ao sistema educacional jurídico norte-americano, que também podem ser aplicadas ao ensino brasileiro, como o trabalho compulsivo, a competição excessiva entre os estudantes e até mesmo a histeria coletiva em torno do Direito.

4.  “Competindo pelo futuro” – Gary Hamel e C.K. Prahalad

A obra “Competindo pelo Futuro” é um livro voltado para a administração e o mundo empresarial, sendo uma leitura necessária para advogados em início de carreira. Mesmo porque, durante o curso de Direito são raríssimas as referências sobre economia e administração, tão necessárias para um escritório.

O livro coloca para o leitor a importância do planejamento estratégico de longo prazo, do acompanhamento das tendências do mercado empresarial, podendo ser totalmente aplicado ao novo advogado e à sua carreira.

5.   “Como fazer amigos e influenciar pessoas” – Dale Carnegie

“Como fazer amigos e influenciar pessoas” é um livro clássico, tendo servido para diversas gerações e sempre considerado muito atual. A obra contém um relato de extrema importância para o advogado, principalmente, com relação à melhoria de suas relações interpessoais, à necessidade de fazer novos contatos e como trabalhar com as pessoas da forma mais adequada.

Com a leitura deste livro, o advogado vai perceber a necessidade de se manter mais próximo de seus clientes, envolvendo-se com as causas em que atua. A habilidade de manter e conseguir novos relacionamentos, mais do que uma simples ferramenta de marketing pessoal, é a mola propulsora da carreira de qualquer profissional do Direito.

Acha que faltou algum livro nesta lista? Conte para nós qual é.

Por Jurídico Certo
Fonte: blog.juridicocerto.com

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima