Justiça defere pedido preventivo para que professor de futevôlei não seja fiscalizado pelo Conselho de Educação Física

professor futevolei fiscalizado conselho educacao fisica
bit.ly/2GsZJoJ | O Conselho Regional de Educação Física (Cref) perdeu na Justiça a possibilidade de multar ou aplicar qualquer sanção ao atleta de futevôlei Leonardo Fialho Salles, conhecido nas areais como Léo Tubarão, por exercer a atividade de professor de futevôlei nas praias do Rio sem registro no conselho. Se não for derrubada, a decisão vai trazer alívio para diversas redes nas praias do Rio.

A decisão liminar é da última sexta-feira, da 26ª Vara Federal do Rio, e deu razão a um mandado de segurança preventivo movido por Léo Tubarão. O Cref vem fazendo fiscalização nas praias de todo o estado do Rio com o objetivo de multar os professores de futevôlei que não são registrados pelo conselho, atitude classificada como "exercício ilegal da profissão", pelo órgão.

Léo Tubarão tem cerca de 150 alunos ativos em duas redes localizadas em Copacabana e Ipanema. O apelido vem de um movimento criado por ele chamado "Shark Atack", espécie de cortada com o pé.

Na visão da magistrada Frana Elizabeth Mendes, o Cref não pode obrigar os professores de futevôlei a se inscrevem em seus quadros:

"A atividade de instrutor/professor de futevôlei não se enquadra, a princípio, no âmbito das atividades privativas dos profissionais de educação física, não havendo previsão legal para que somente profissionais graduados possam ser instrutores de tal modalidade esportiva", avaliou a juíza.

Outros casos

O advogado que representa Léo Tubarão, Thiago Costa Strauch, diz que outros mandados serão impetrados com o mesmo objetivo:

"Estou impetrando mais sete mandados de segurança preventivos para professores de futevôlei. São interesses não só uma classe, mas de algumas classe que vêm sofrendo com o que vem sendo feito nas fiscalizações do Cref", disse o advogado.

O blog procurou o Cref, mas não teve resposta até o momento.

Por Gabriela Moreira
@gabi_moreira
Fonte: globoesporte.globo.com

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima