Vereador que abriu caixão é afastado de partido político e responderá processo

vereador abriu caixao afastado partido processo
O vereador William Faria (PT-MG) foi afastado do Partido dos Trabalhadores por causa de um vídeo em que aparece violando um caixão lacrado de um idoso. A vítima teria morrido em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e sintomas de Covid-19. Para provar que o motivo da morte foi outro, o político abrindo o ataúde.

O parlamentar também é alvo de uma investigação da Polícia Civil do estado de Minas Gerais por infração de medida sanitária preventiva. Na nota da Executiva do partido, além de comunicar a expulsão, o partido afirma que o vereador responderá no Conselho de Ética do PT-MG, como determina o estatuto partidário.

“A direção executiva do PT de Minas Gerais decidiu afastar imediatamente o vereador William Faria, de Santa Bárbara do Leste, em razão do lamentável fato ocorrido no último domingo (24/5), quando o parlamentar violou um caixão lacrado durante o funeral de um homem que faleceu com suspeita de Covid-19”, diz a nota do partido.

“O procedimento de lacre é uma determinação sanitária do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde”, afirma o comunicado.

Veja a nota completa:

A direção executiva do PT de Minas Gerais decidiu afastar imediatamente o vereador William Faria, de Santa Bárbara do Leste, em razão do lamentável fato ocorrido no último domingo (24/5), quando o parlamentar violou um caixão lacrado durante o funeral de um homem que faleceu com suspeita de covid-19. O procedimento de lacre é uma determinação sanitária do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde.

Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária.

Após o afastamento, o vereador responderá no Conselho de Ética do PT-MG, como determina o estatuto partidário, em um processo que poderá culminar com a sua expulsão.

Belo Horizonte, 27 de abril de 2021

Entenda o caso

Um vereador de Santa Bárbara do Leste, em Minas Gerais, viralizou nas redes sociais por compartilhar, no próprio perfil, um vídeo em que aparece abrindo um caixão lacrado. O objetivo do político era provar que o morto não havia sido vítima da Covid-19.

O caixão lacrado em mortes pelo novo coronavírus é uma recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Acompanhado pela família do morto, por uma funcionária da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Santa Bárbara do Leste e por apoiadores, William Faria (PT-MG) aparece cortando, com um facão, os lacres do caixão de um idoso de 92 anos. Com o laudo do óbito em mãos, a todo momento o vereador questiona o protocolo sanitário.

“Nós não podemos enterrar um cidadão com dúvida. Não é simplesmente pegar um cidadão e empacotar ele e falar que é Covid-19. A gente tem que ter certeza do que está fazendo”, afirmou.

Veja o vídeo:

Mariana Costa
Fonte: www.metropoles.com

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima