Barroso defende ‘juízes corajosos’ em posse de nova ministra do TSE Maria Claudia Bucchianeri

barroso defende juizes corajosos posse ministra
Via @jurinewsbr | A advogada Maria Claudia Bucchianeri tomou posse como ministra substituta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (3). Em 89 anos de TSE, ela é a nona mulher a ocupar uma cadeira na Corte Eleitoral. Caberá a ela e a outros ministros substitutos julgar ações de propagandas e campanhas eleitorais no ano que vem.

Em meio à crise entre o Poder Judiciário e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, defendeu “juízes corajosos” em defesa da democracia.

“Tenho certeza de que ela irá honrar a magistratura nacional neste momento em que precisamos de juízes corajosos para a proteção da democracia e assegurar a firmeza das instituições”, disse Barroso após empossar a nova ministra. 

Bucchianeri foi nomeada pelo presidente Jair Bolsonaro e contava com o apoio de Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, para quem já advogou.

Com trânsito político plural, a nova ministra também já defendeu o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e atuou na campanha do ex-presidente Lula. 

Lista composta exclusivamente por mulheres

Pela primeira vez, o TSE apresentou uma lista tríplice formada apenas por juristas mulheres, uma iniciativa do presidente da Corte Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso. Em seu discurso, o presidente do TSE  reforçou a importância de mais mulheres terem uma cadeira na Corte. Até hoje, apenas 8 mulheres foram ministras do TSE.

 “Uma qualidade muito elevada, mas uma quantidade muito diminuta para os 89 anos da Justiça Eleitoral. Nós vivemos num mundo que busca o pluralismo, a igualdade e a diversidade de gênero”, disse Barroso. 

Maria Claudia Bucchianeri é mestra em Direito e Estado pela Universidade de São Paulo e especialista em Direitos Fundamentais pela Universidade de Coimbra.

Ela foi assessora-chefe da presidência do TSE na gestão do ministro aposentado do STF, Ayres Britto. Atualmente, é vice-presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (Ablirc) e secretária-geral da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep). A nova ministra foi nomeada para uma das vagas do TSE destinadas a juristas.

Com informações da CNN Brasil

Por Redação JuriNews
Fonte: jurinews.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima