O que um Bacharel em Direito pode fazer sem OAB?

que bacharel direito pode fazer oab
bit.ly/3efCtFx | O Exame da Ordem é uma etapa importante para quem pretende seguir uma carreira jurídica. Isso, porque o que um bacharel em direito pode fazer em sua área depende, muitas vezes, dessa aprovação.

Porém, há algumas possibilidades de profissões que podem ser praticadas por quem ainda não passou na OAB, mas já se graduou, ou até por quem não tem intenção de fazer a prova.

Confira a seguir o que o bacharel em direito pode fazer sem a OAB!

Assistente jurídico

Quem ainda não conseguiu a tão sonhada aprovação, mas pretende entender como é trabalhar em um escritório de advocacia, pode procurar vagas como assistente jurídico.

Essa profissão funciona como uma espécie de estágio para graduados. Dessa forma, será possível auxiliar advogados na elaboração de documentos, assistência em audiências e serviços externos, se habituando ao cotidiano da profissão.

Muito importante: mesmo já sendo bacharel, é fundamental não se apresentar aos clientes como advogado. Isso é antiético e vai contra o Estatuto do Advogado.

Correspondente jurídico

Assim como a função de assistente, um correspondente jurídico tem como ofício auxiliar advogados, dessa vez em questões administrativas. Tirar cópias, fazer diligências e encaminhar processos a outras cidades são alguns dos deveres desse profissional.

Trabalhar como correspondente pode enriquecer sua rede de contatos profissionais, o que será muito útil no futuro, ao exercer advocacia.

Concursos públicos

Para quem procura o que um bacharel em direito pode fazer fora da área advocatícia, os concursos públicos são um opção. Muitos deles não demandam a aprovação na OAB.

Alguns exemplos são os concursos da Polícia Militar, auditoria da Receita Federal, procuradoria, entre outros. Também há concursos para nível superior, em que não é demandado o diploma em direito, especificamente. Entre esses, há cargos na prefeitura, auditoria e técnico.

Carreira acadêmica

Para seguir na carreira acadêmica, não é obrigatório passar pelo Exame da Ordem. Nesse caso, porém, só o bacharelado não basta, pois um professor universitário precisa de uma especialização ou mestrado para dar aulas.

Uma ressalva nesse caso é que, para um docente, a vivência é muito importante. Portanto, ao instruir alunos sobre a prova da OAB ou a carreira na advocacia, passar por essas experiências pode agregar em termos de conteúdo.

A importância do Exame da Ordem

Por mais que um bacharel em direito possa exercer algumas profissões sem passar pelo Exame da Ordem, o número de possibilidades de trabalho tende a aumentar quando se consegue a carteirinha. Isso porque a atividade advocatícia representa boa parte das profissões relacionadas à área.

Portanto, para quem pretende começar uma carreira como advogado, a aprovação na prova da OAB é necessária.

Outra fator são os concursos que só podem ser empossados após atividade advocatícia comprovada. Esses tendem a ser mais difíceis, com um grande número de candidatos por vaga. Alguns exemplos são os de magistratura, procuradoria da República, defensoria e delegacia.

Além disso, ao ser aprovado no Exame, o bacharel passa a ser parte da Ordem dos Advogados do Brasil. Esse órgão é o responsável por regulamentar a profissão de advogado no país, além de debater e reivindicar direitos e deveres relacionados à área.

A OAB é responsável, inclusive, por organizar o Exame de Ordem, certificando-se que profissionais qualificados chegarão ao mercado de trabalho.

Fonte: blog.estudarparaoab.com.br

42/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

  1. Vc estuda 5 anos pra no final não ser ninguém

    ResponderExcluir
  2. Alguem pode me ajudar na vaquinha online que eu fiz para poder eu pagar algumas parcelas do FIES.Estou sem poder dormir pois estou desempregado e nao tenho OAB. e ja estou com 50 anos o que complica para ser inserido no mercado de trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça o cadastro nocras

      Excluir
    2. Colega, tb tenho fies, e pelo Banco do Brasil, onde agora por conta do Covid, você pode adiar 4 parcelas vicendas. Ela vai para o final das parcelas. Eu fiz. Deu certo

      Excluir
  3. A 12.605/12, diz que o formado em Direito é Advogado.

    O país sempre formou Advogado.

    Fim ao Exame da OAB JÁ! Trabalho, Dignidade, ISONOMIA e Justiça aos Advogados não inscritos.

    Aprovação da PEC 108/19 JÁ! Para acabar com os Conselhos e o trabalhador se inscrever diretamente no Ministério da Economia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acabar com esse sindicato oblíquo.

      Excluir
    2. Discordo. Tem muito picareta por aí. Então a OAB precisa é melhorar a fiscalização.

      Excluir
  4. Esse exame é uma mina de dinheiro, antes de 1994 não existia esta avaliacao, quantos bacharéis em Direito se tornaram grandes advogados. O Bacharel estudou 5 anos foi avaliado pela instituição de ensino a se tornar um profissional, advogado, o argumento furado da OAB é avaliar o candidato, não tem coerência educacional, isso é uma desigualdade social e profissional, praticam uma ordem contrária à CRF/88.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A famigerada foi EXTINTA em 1991 e nunca foi EXAMINADORA

      Excluir
  5. Já vi artigos ruins, mas parabéns, então quem estudou direito só tem 4 opções ? E resumidamente precisa de OAB ? Falta conhecimento ao colega !

    ResponderExcluir
  6. Um exame que é feito em sua 2a fase na era analógica, anterior à máquina Oliveti isto é, realizado como se estivesse em um escritório "canetal". E hoje estamos na sociedade do conhecimento com os escritórios digitais. ESSA REPORTAGEM FOI ESCRITA NO ESTILO MANUAL?

    ResponderExcluir
  7. Os que formaram, antes de 1994, não foi preciso passar por uma prova, considerando que foram preparados 5 anos para exercer a profissão de Advogados e até hoje são na minha opinião os mestres na advocacia. A OAB deveria dar sua contribuição durante o curso e não querer impor uma prova. Esta prova ao ter dar o direito de um concurso público onde o candidato e remunerado mensalmente, diferente de advogado que tem que procurar trabalho para se manter. Na minha opinião a OAB deveria ser um sindicato, associava quem quiser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, dessa maneira que deveria ser e não da forma que é,pois pagamos o curso com dificuldade,e quando terminamos,não somos aptos a advogar por conta de uma carteira,não concordo,e fora a questão dos valores a serem pagos,pela prova. E após aprovação o valor anual.
      Não concordo com essas exigências.

      Excluir
  8. Carteirinha ????????????????

    ResponderExcluir
  9. Pode ser também motorista de aplicativo e o meu caso kkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. CONCORDO PLENAMENTE. O MEC É O ÚNICO CULPADO POR ADMITIR ESSA EXIGÊNCIA PARA SER ADVOGADO.

    ResponderExcluir
  11. Para otimizar essa prova da OAB, deveria ser só uma prova sem segunda fase!

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de clarificar alguns pontos:

    Em agosto saiu um levantamento CFOAB - Conselho Federal da OAB, afirmando que tinha 1.282.000 advogados ativos. Hum milhão e duzentos e oitenta dois mil advogados.

    A anuidade média no país é R$1.000,00. Tem estado que cobra 900,1.200,1.500 e etc...

    Ou seja, arrecadação de 1BILHÃO e 280 MILHÕES. O Exame rende por ano R$130.000.000,00! Não é nada comparado com as anuidades.

    Fora as cobranças de 2ª via de carteira, inscrição de estagiários, inscrição de sociedade de advogados e ...

    A OAB arrecada anualmente algo em torno de R$2.000.000.000,00 (2 BILHÕES DE REAIS). Imunes de fiscalização e tributação.

    Sou formado desde 2009 e hoje sou perueiro e moro com meus pais idosos e aposentados por não ter condições de sair de casa!

    Tenho 2 filhas que não tiveram a mesma condição social que tive. Não contribuo com a Previdência por não sobrar dinheiro.

    Os grandes escritórios, não pegam os bacharéis para trabalhar por quê não tem carteira de estagiário para retirar e peticionar na justiça.

    Há vários registros de suicídio de bacharéis pelo país. Vergonha da família e amigos.

    Estima-se hoje 5 milhões de brasileiros formados e diplomados pelo Governo Federal de DESEMPREGADOS.

    Depois de vários pronunciamentos em reportagens de Procuradores, Desembargadores, Promotores e juízes que afirmavam que não passariam no Exame, a OAB publicou um provimento liberando-os do Exame desde que estejam aposentados. E nós que saimos da faculdade temos que saber mais que esses profissionais com 20,30 anos de atuação????

    Segundo estudos de um advogado não inscrito a OAB deixou de existir desde 1991. Acesse o link do you tube : https://www.youtube.com/results?search_query=oab+morreu

    Para OAB não sei nada. Pois, não passei no Exame. Só que já fiz e protocolei algumas ações junto ao Juizado de Pequenas Causas e ganhei as ações! Uma, o juiz teve que prolatar nova Sentença, reconhecendo meu direito que tinha julgado improcedente.

    Richard Alcântara de Melo
    Advogado conforme Lei 12605/12
    Belo Horizonte MG.

    FIM DO EXAME DA OAB! TRABALHO, DIGNIDADE, ISONOMIA & JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e é muito triste, estar nesta situação!

      Excluir
    2. Caro Richard você estudou tanto para apresentar seus argumentos contra a prova, use este esforço para sua aprovação bem provável que já estaria aprovado.

      Excluir
    3. Hoje o graduado em direito, em sua grande maioria, deve se dedicar a concursos públicos. Área esta extremamente saturada, dificultando a colocação profissional no mercado.

      Excluir
    4. Estuda e passa na prova. Só reclama quem não tem capacidade para passar. Se não tem capacidade de estudar e passar nessa prova simples, nunca vai ser um bom advogado.

      Excluir
  13. O Brasil não consegue reverter as vezes diferenças entre os cursos da de graduação o bacharel em direito já começa trabalhar com dificuldade depois de 5 anos estudando a grana !!!!OAB. É para poucos quero ver um bom advogado passar nesta prova ... Advogados com 20 anos de advocacia ...

    ResponderExcluir
  14. Cada vez mais me convenço que não há necessidade de se ter faculdade de de Direito em nenhuma cidade do país. Basta fazer um cursinho voltado ao DIREITO, fazer o exame da OAB é pronto, eis aí um advogado.
    Para que perder cinco longos anos na faculdade, fazer financiamento no fies para depois se submeter a uma prova aplicada por um terceiro, sob pena de que, se não for aprovado, ficar impedido de trabalhar? A liberdade de trabalho de exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão" é direito declarado no artigo 5º, XIII, da Constituição Federal, e pode ser definida como a liberdade do ser humano em desempenhar qualquer atividade laborativa profissionalmente, desde que atendidas as qualificações ...
    Só esse artigo da constituição Federal prova, por si só que a OAB é a instituição que fazuso do velho ditado: "Faça o que eu mando mas não faça o que eu faço."

    ResponderExcluir
  15. Acredito que deveriam acabar com o exame da OAB.

    ResponderExcluir
  16. Não sei para que a OAB coloca este tipo de postagem o desemprego batendo na porta de vários formando porque não pode trabalhar , porque existe uma prova que mina o dinheirinho do povo é uma prova que tem mais pegadinha para provar poucos uma prova que do passa 30% dos formando

    ResponderExcluir
  17. Eu concordo acho q é absurdo estudarmos 5 anos pagar faculdade q não é barata e depôs não poder trabalhar. O exame da OAB me parece um cartel assim como os sindicatos de trabalhador. Pura extorsão

    ResponderExcluir
  18. Caros amigos infelizmente , todos os estudantes de Direito tem conhecimento dos quisitos ser aprovados no exame da Ordem em duas fases, para advogar , quem foi capaz de concluir um curso de duração de cinco anos é um vencedor, foco nos estudos e determinação que a carteirinha vem boa sorte !

    ResponderExcluir
  19. Simplificando, bandidos.

    ResponderExcluir
  20. A PEC número 108 , esta na mão do relator da CCJ, a muito tempo.

    Quem sabe, o mesmo sentou no processo da PEC 108 e esqueceu de levantar de cima do processo.

    Os bacharéis de direito, tem que se unir e no mínimo cobramos do relator o andamento deste procedimento desta PEC.

    ResponderExcluir
  21. Esclareça para seus leitores, como é essa assistência em audiencias que um bacharel não advogado pode prestar , isso para não induzir pessoas em erro. Esclareça também como um bacharel não advogado, pode ser correspondente jurídico, podendo extrair cópias sem ter pelo.menos carteira de estagiario.

    ResponderExcluir
  22. O exame de ordem é uma etapa necessária para proteger o cidadão que necessita de um profissional advogado que saiba o mínimo e não se expor e ainda impor ao seu cliente um prejuízo maior! É certo que a forma como é aplicado pode ser uma fonte para enriquecer certos grupos dessa entidade tão importante para a fiscalização do exercício profissional. Mas uma conclusão eu posso afirmar, estudei muito, com dedicação e disciplina, meu "prêmio" foi a aprovação no primeiro exame após a conclusão do curso.

    ResponderExcluir
  23. É um absurdo ! Você passa 5 anos estudando direito e depois ainda tem que passar por esse exame para fazer você se cadastrar e ficar pagando uma fortuna , isso precisa acabar !

    ResponderExcluir
  24. Concordo plenamente, da não necessidade da carteira da OAB. É a necessário a união de várias pessoas, num união para pedir a algum Senador a inserção de uma PEC ou PL, para votação da extinção do exame de ordem . Pois já temos o voto do presidente. Só precisamos da união de todos, para acabar com está exigência de carteira de OAB, pois só a ORDEM é quem ganha milhões com está prova. Temos que nos unirmos para acabar com isso. Inclusive com Advogados pagando uma mixaria aos bacharéis para trabalharem para eles. Falta a união de todos nós. Vamos nos unir! Rumo a vitória !!

    ResponderExcluir
  25. Quando tu te forma em direito tu não é advogado, simples assim. Da mesma maneira que tu se forma e não vira juiz,promotor ou delegado automaticamente. Estudem.

    ResponderExcluir
  26. Que choradeira. Estude e passe na prova. Se não consegue passar, que profissional vai ser? A prova é para melhorar o nível da profissão. Só reclama quem não passa.

    ResponderExcluir
  27. Atualmen não recomendo que ninguém faça o curso de Direito. Ao menos não para buscar trabalho. Se o objetivo é conhecimento, ok.

    Sim, após os 5 anos não somos nada. Para qualquer lado é necessário ser aprovado em outra coisa. Seja prova de concurso (boa sorte com isso. País em crise, concursos suspensos, fortes de gastos), seja docência.

    Assistente jurídico não existe. Se advogado recebe R$ 1.500,00, e estagiário recebe entre R$600,00 e R$ 1.000,00. Antes contratar estagiário, que custa menos e nornalmen é melhor, mais interessado e ainda não está frustrado com a profissão.

    Sejamos francos, não existe advogado não inscrito na OAB. Bacharel em Direito é título acadêmico, não profissão. Exame de Ordem não é impossível. É literalmente apenas estudar. Tem pegadinhas? Sim. A correção da segunda fase é justa? Nem um pouco.
    Digo isso pois sofri nessa prova, entrei em depressão, pensei em desistir de tudo, mas depois de 1 ano e meio, passei. Minha vida mudou? Não. A advocacia está canibalizada.
    Povo se preocupa mais com a "dignidade" da profissão, com terno e gravata, e esquece que após meia década, vai receber nem 2 mil.

    Advocacia tem mais a ver com espírito de vendedor (pra conseguir cliente) e com capacidade social de fazer contatos, do que de fato com capacidade técnica.
    90% das petições são modelinhos de internet mesmo.

    Foquem em lutar por piso salarial, pelo fim da figura do advogado associado, pela exigência de departamentos jurídicos em empresas.

    Essa baboseira de acabar com o Exame de Ordem já deu, é inconstitucional, e completamente sem sentido. Antes todas as profissões terem uma barreira de acesso por meio de exames do que bastar um diplominha conseguido em faculdade que o vestibular e simbólico. Basta chegar e fazer matrícula.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima