Cantor é confundido com Lázaro, o fugitivo, e faz vídeo com apelo nas redes sociais

cantor confundido lazaro apelo redes sociais
Um cantor de Santa Luzia (MA), que está a trabalho em Sorriso, região norte de Mato Grosso, está sendo confundido com Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de fazer uma chacina em Ceilândia, no Distrito Federal. Vinicius Borges, de 35 anos, publicou um vídeo nas redes sociais, nesta quinta-feira (17), pedindo para que as pessoas parem de compará-lo com o suspeito.

“Ninguém me conhece aqui. No Maranhão os riscos seriam mínimos, mas estou em outro estado. Peço, por favor, para não continuarem com essa brincadeira de mau gosto”, disse.

Há oito dias, mais de 200 policiais procuram por Lázaro, que fugiu três vezes da prisão e é acusado de diversos crimes.

Vinicius contou ao G1 que vai registrar um boletim de ocorrência ainda nesta semana. Ele disse que a 'brincadeira' começou há cerca de cinco dias, quando conhecidos dele e da família começaram a compartilhar fotos o comparando com o foragido.

“Estou em Sorriso há 40 dias trabalhando como auxiliar de armazém, pois tive que dar uma pausa como cantor devido à pandemia. Não tem tempo de olhar as redes, mas, nesta semana, quando peguei o celular, tinha mensagens de pessoas de vários estados falando que era para eu tomar cuidado”, contou.

Vinicius Borges, de 35 anos, trabalha como cantor — Foto: Arquivo pessoal

O trabalhador explicou que não tem saído de casa, a não ser para o trabalho, e que está com medo de que as pessoas o confundam na rua.

“Bate aquele medo, porque não conheço ninguém. Até eu conseguir me apresentar e explicar que não sou esse marginal pode ser tarde”, avaliou.

Buscas por Lázaro

A força-tarefa com mais de 200 policiais está fazendo buscas por Lázaro há nove dias. A suspeita é que ele esteja fugindo por dentro de rios e matas da região.

Três helicópteros sobrevoam a região em busca do suspeito. Equipes especializadas das polícias Civil e Militar também estão por terra a procura do suspeito.

A área onde ocorre a operação está dentro do perímetro de 10 km delimitada pela polícia. A região abrange Cocalzinho de Goiás e os distritos de Edilândia e Girassol.

Foto recente de Lázaro Barbosa enviada pela Polícia Civil — Foto: Reprodução TV Anhanguera

Por Kessillen Lopes, G1 MT
Fonte: g1.globo.com

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima